Curso técnico em segurança do trabalho amplia chances de contratação

redacao | 14 julho, 2017

Se você nunca pensou em fazer um curso técnico em segurança do trabalho para aumentar suas chances de ingressar no mercado de trabalho, talvez essa seja o melhor momento para começar a pensar.

Todas as empresas que apresentam trabalho com algum risco envolvido são obrigadas a ter pelo menos um profissional responsável pelas normas de segurança, quando não uma equipe inteira. Em certos setores como: empresas terceirizadas de lavagem de janelas em prédios, produção produtos químicos e construção civil essa necessidade é ainda mais acentuada. Acompanhe esse post e conheça um pouco mais esse mercado.

 

Importância  corporativa

No Brasil, centenas de empresas lidam diariamente com questões de segurança e precisam formular normas e tratados que mantenham seus funcionários trabalhando com o menor risco possível. Por isso, são muitas as opções de atuação para quem se dedica aos estudos e conclui um curso técnico em segurança do trabalho.

A função do técnico em segurança do trabalho é garantir a integridade física dos colaboradores dentro da empresa e, também, fora do local de trabalho, toda vez que estiver fazendo um serviço relacionado ao seu cargo na companhia.

Para você ter uma ideia, entre os anos de 2007 e 2013 a Previdência Social registrou 5 milhões de acidentes de trabalho ocorridos no Brasil, sendo que 45% acabaram em morte, em invalidez permanente ou afastamento temporário do emprego. Neste contexto, o bom desempenho do profissional de segurança do trabalho representa a garantia da vida.

Área de atuação

O profissional dessa área pode trabalhar em fábricas, indústrias, plataformas de petróleo, mineradoras e frigoríficos, além de outras empresas menores ou com riscos claros, como o exemplo dos limpadores de janela.

Ele também pode inspecionar equipamentos, atualizar normas e tratados de condições de trabalho, investigar causas de acidentes e analisar possíveis riscos que os funcionários correm no dia a dia, buscando uma solução preventiva para todos eles. Ou seja, lendo o cenário, entendendo o que pode acontecer de ruim e fazer o possível, dentro do seu lado técnico, para que os piores cenários não aconteçam.

O técnico em segurança do trabalho também pode promover atividades educativas, fornecer materiais de estudo e educar os colaboradores quanto às melhores práticas para colocar sua segurança sempre em primeiro lugar, principalmente quando está em horário de trabalho.

Faixa salarial

Outro bom motivo para abraçar essa possibilidade como carreira é entender que, quanto melhor é o profissional – e quanto maior a empresa onde ele trabalha –, seu salário pode ser bem satisfatório.

Segundo dados do sine Em áreas como a indústria, quem sai de um curso técnico em segurança do trabalho pode começar sua trajetória ganhando cerca de R$2500. Tudo vai depender da área da segurança em que vai escolher atuar. Auxiliares ganham um pouco menos que técnicos, e os coordenadores são os que melhor recebem, podendo chegar a R$7 mil de ganhos mensais.

Gostou do que viu? Talvez seja a sua hora de aprender mais sobre a área, ajudar as pessoas e ganhar um salário digno. Para se especializar nessa profissão, faça um curso técnico em segurança do trabalho e prepare-se para um mercado cada vez mais aberto a essa área.