Entenda a grande demanda por técnicos em eletrônica no mercado

redacao | 6 junho, 2017

Não existe nada melhor que sair da faculdade ou do colégio técnico e ser rapidamente contratado. É o melhor dos sonhos! Mas infelizmente isso é privilégio para poucos. O que determina o potencial de empregabilidade de um profissional é definitivamente a ausência desse profissional no mercado.

Quando se trata de profissionais de nível técnico, o mercado mostra, principalmente na indústria, uma demanda difícil de ser suprida. Em muitos casos observamos até mesmo o chamado “apagão de mão de obra”.

O mercado para técnicos em eletrônica é uma boa amostra disso. A demanda por técnico em eletrônica no mercado é realmente alta. Neste post vamos entender um pouco mais sobre o ramo de atuação dos técnicos em eletrônica e saber por que o mercado precisa tanto destes profissionais.

Demanda por técnico em eletrônica

Profissionais formados em técnicos em eletrônica não passam apertado e podem até mesmo escolher em que mercado atuar. Além da eletrônica tradicional, através de reparos de equipamentos, o técnico em eletrônica pode atuar em empresas de desenvolvimento das telecomunicações, automação residencial e industrial, informática, eletrônica e  indústria automobilística.

Entre os setores com grande demanda por técnico em eletrônica encontramos a segurança eletrônica e o setor de energia com mais de cinco mil vagas disponíveis para esses profissionais.

 

Formação de um técnico em eletrônica

Exatamente porque existe uma grande demanda por técnicos em eletrônica com grande domínio da prática, instituições de ensino do Brasil inteiro então investindo em cursos com uma maior carga horária prática. Para se matricular no curso o aluno deve ter o ensino médio completo, sendo necessário que o aluno goste ou tenha facilidade pela área exata, pois, o curso existe uma boa dose de matemática e física. No currículo do curso encontramos: Circuitos Elétricos, Eletrônica Analógica, Eletrônica de Potência, Laboratório, Projetos entre outros.

Faixa salarial

Não basta entrar rapidamente do mercado de trabalho é preciso ganhar bem! Não existe nada melhor que ser bem remunerado pelo seu trabalho. Por existir uma grande demanda por técnicos em eletrônica, o mercado anda pagando muito bem por esses profissionais.  

Dados do (SINE) Site Nacional de Empregos, a média salarial varia entre pequenas, médias e grandes empresas. Em uma pequena empresa um profissional de nível “máster” chega a receber cerca de dois mil e oitocentos reais, Já uma empresa de grande porte chega a pagar cerca de quatro mil reais. O grau de experiência que você tem no setor com certeza determina o salário final que você terá.  

Do Colégio para o mercado

Para estar pronto para o mercado de forma definitiva, torna-se necessário investir em instituições de ensino de qualidade. A instituição precisa estar preparada para fornecer uma infraestrutura capaz de fornecer aulas práticas de qualidade que realmente possam atender a demanda por técnicos em eletrônica capazes de refletir a realidade exigida no mercado de trabalho.

Para ter certeza que o Colégio se encaixa neste perfil, faça uma visita à instituição e conheça os laboratórios disponíveis bem como o material didático utilizado. Os currículos dos professores também são determinantes para a sua formação.