Entenda o que faz um técnico em eletrônica

redacao | 4 julho, 2017

A cada dia o mercado de trabalho está mais competitivo e não adianta: para conseguir emprego em uma área e construir uma carreira de sucesso é preciso fazer uma especialização.

Os cursos técnicos presenciais estão se tornando cada vez mais importantes para jovens que querem se dar bem em uma profissão, como a de técnico eletrônica.

Esse é um dos setores que está cada dia mais crescendo no mercado e necessita de profissionais jovens e capacitados.

Neste post você poderá entender mais sobre o ramo de atuação desse tipo de técnico e qual a sua importância para o mercado atualmente. Confira.

O que faz um técnico eletrônica?

Um técnico em eletrônica atua basicamente com o desenvolvimento, implementação e manutenção preventiva e corretiva de circuitos elétricos e eletrônicos, provenientes de fontes de energia renováveis ou não-renováveis.  

Ele é responsável por manter em funcionamento os equipamentos que utilizam esse tipo de energia, garantindo sua geração, distribuição e medição para diversos tipos de estabelecimentos e equipamentos.

Áreas de atuação

O técnico eletrônica pode trabalhar em diversos setores do mercado de trabalho que demandam um profissional especializado em elétrica com foco em 4 áreas, que são a de Geração, Transmissão, Distribuição e Consumo.

Geralmente, as áreas que mais demandam esse tipo de profissional para processos internos são a de construção civil, industriais, principalmente a de metalurgia, e petrolíferas.

Há também espaço para profissionais em empresas de telecomunicação, distribuição de energia, desenvolvimento de produtos eletroeletrônicos, hospitais, residências ou estabelecimentos menores.

Se especialize e ganhe mais

Atuar na área de eletrônica exige muita atenção, responsabilidade e cuidado do profissional, já que ele está trabalhando com a geração e distribuição de energia eletroeletrônica.

Por ser um setor delicado, qualquer erro pode provocar um acidente. Por isso, são escolhidos para os projetos os técnicos mais detalhistas, capacitados e que têm uma atenção especial com a sustentabilidade e descarte do lixo gerado por seu trabalho.

A faixa salarial varia de acordo com a complexidade do trabalho que deverá ser realizado e o nível de experiência do técnico. Geralmente eletrotécnicos iniciantes chegam a ganhar um salário que vai de R$1.500,00 a R$2.000,00.

Um técnico em eletrônica de alta qualidade

O primeiro passo para se tornar um bom técnico em eletrônica é gostar do setor de eletroeletrônica, áreas de atuação e os processos envolvidos.

Um curso técnico é essencial para que você comece a carreira com um bom salário e em uma boa empresa, te dando um conhecimento aprofundado e específico sobre a área de atuação.

Geralmente ele tem duração de 18 a 24 meses, oferecendo conhecimentos sobre a elétrica em geral, elétrica industrial e motores, e máquinas e processos, baseado em matérias teóricas e práticas.

É importante escolher uma instituição de ensino que tenha reconhecimento no mercado, professores capacitados e estrutura necessária para que você aprenda tudo sobre a profissão e possa completar o curso com um emprego garantido.

Observe qual é a metodologia, veja o material didático e converse com profissionais que já estão no mercado de trabalho para saber com qual instituição você mais se identifica e que pode te ajudar a iniciar a carreira em uma área que está em constante crescimento.